Crítica – Capitão América: Guerra Civil

Capitão América: Guerra Civil se manteve fiel aos seus trailers, ao contrário de Batman vs Superman que foi um grande fiasco para os fãs, o filme da Marvel entrega exatamente aquilo que prometeu durante taaanta espera! Mas, devo dizer que essa crítica não está sendo escrita por uma fã de histórias em quadrinhos, mas por uma espectadora sem prévio conhecimento do enredo que é desenvolvido em Guerra Civil.

capitao america guerra civil

E para quem está isolado das notícias e ainda não viu do que se trata o filme:

SINOPSE: “Capitão América: Guerra Civil”, da Marvel, encontra Steve Rogers liderando o recém-formado grupo dos Vingadores em seus esforços contínuos para proteger a humanidade. Mas após outro incidente envolvendo os Vingadores resultar em danos colaterais, aumenta a pressão política para instalar um sistema de responsabilização, comandado por uma agência do governo para supervisionar e dirigir a equipe. O novo status quo divide os Vingadores, resultando em duas frentes – uma liderada por Steve Rogers e seu desejo de que os Vingadores se mantenham livres para defender a humanidade sem a interferência do governo, e a outra que segue a surpreendente decisão de Tony Stark de apoiar a responsabilização e supervisão do governo. Prepare-se para escolher um lado e se juntar à ação ininterrupta, agora em duas frentes, quando “Capitão América: Guerra Civil”, da Marvel, estrear nos cinemas dia 28 de abril de 2016.

O trailer mostra na realidade só um ponto bem raso do enredo, apesar de toda a campanha da Marvel ser voltada para a divisão de Team Homem de Ferro X Team Capitão América, o buraco é beeem mais embaixo! Na realidade, tudo começa em uma crise política como qualquer outra só que tem Os Vingadores como pilar, uma das frases do filme resume bem tudo – em qualquer situação política na real, é algo parecido com: “Ele não vai parar porque ele acha que está fazendo o certo, mas está errado, e uma pessoa que está fazendo algo errado acreditando que está fazendo a coisa certa é extremamente perigosa” e isso funciona para todo mundo, não é? Eu fiquei bem impressionada com o desenrolar do enredo e até onde ele chega, os desdobramentos para alguém que não leu os quadrinhos é surpreendente, e até me deixou um pouco apreensiva de tão real que a situação poderia ser, o verdadeiro vilão do filme é bem inteligente e de uma forma simples… A verdade é que uma pessoa comum com um bom plano pode causar uma catástrofe, quando eu achava que tinha parado de levar bomba, lá vem mais uma! E falando em bomba, vamos falar sobre as cenas de ação que CARAMBA, a Marvel sempre consegue se superar, sério, eu nem sou a MAIOR fã de cenas de ação, mas saí do cinema arrepiada – e nem é exagero, é sério mesmo. Quem é fã desse tipo de cena sairá dos cinemas sabendo que o dinheiro valeu a pena – e quando sair do cinema vai saber que vem mais Avengers por aí.

guerra_civil_gif_bucky_ironman_capitaoamerica

O que eu gostei muito em Guerra Civil foi o fato de os super heróis serem mais humanos e até frágeis, mesmo Os Vingadores tem suas fraquezas e nesse filme elas ficam claras, as inseguranças, a culpa de suas ações, as escolhas difíceis entre quem salvar e até mesmo o dilema se a humanidade precisa deles ou se eles seriam um desastre que precisa ser contido. Apesar do filme ser focado em ação, o estúdio deu um equilíbrio entre cenas engraçadas, emotivas, profundas e eletrizantes.

gif guerra civil capitao america e tony startk

Um personagem que me surpreendeu e que já tem sido apontado como a grande revelação do filme pela imprensa, foi o Homem-Aranha, eu nunca fui muito com a cara desse super herói, meio que não fazia diferença/ não me dava emoção, sabe? Mas em Guerra Civil ele aparece uma forma mais despojada, como um adolescente perto de seus ídolos, cheio de ironias e arrancou risadas e a minha simpatia.

gif guerra civil capitao america civil wa

No geral, Capitão América: Guerra Civil me surpreendeu de forma bem positiva, eu nem era uma das pessoas mais engajadas e alucinadas para ver o filme (não como Alice, por exemplo) e agora virei fã, verei várias vezes mais!

capitao america guerra civil 2 gif

E sou, definitivamente, Time Capitão América – até porquê desde o lançamento de Vingadores 2 meus amigos estão brincando que eu pareço/lembro a Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen) hahaha então é meio óbvio o lado que eu decidi ficar.

feiticeira escarlate civil war

E você, quais são suas expectativas para Guerra Civil?  A espera já está quase no fim, dia 28 de Abril nos cinemas. E se você achar que falta motivos para ir ao cinema, vou apenas deixar esse gif ai…

chriss evans guerra civi

One thought on “Crítica – Capitão América: Guerra Civil

  1. MEU, que filme! PELAMOR, to sem fôlego até agora.
    Capitão América sempre foi meu herói favorito, ao lado do Homem Aranha (escolheu lado errado, tsc tsc), então imagina toda a minha emoção com um filme desses? Se você que não é tão ligada assim nesse universo amou, imagina eu! HAHAHA
    Foi muito bom mesmo, a única coisa ruim de ter ido na pré estreia (nunca tinha ido em nenhuma) é que tem uns idiotas a mais que nas sessões normais. Tinha um retardado do meu lado que a cada soco que o Cap tomava, ele comemorava AFFF muito idiota hahaha

    Enfim, sensacional e já ansiosa pelos próximos <3333

    Beijo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *