Entre o amor e o silêncio

entre o amor e o silencio
Autor: Babi A. Sette
Título Original: Entre o Amor e o Silêncio
Editora: Novo Século
Nota: 5
Adicione no Skoob 

Sinopse:

Francesca Wiggs sofreu uma grande decepção amorosa e, desde então, está decidida a não se relacionar mais. Além de se dedicar a escrever o seu livro, ela resolve preencher os dias com um trabalho voluntário – a leitura para pacientes em coma proporcionaria para ela a distância para problemas com o coração. No entanto, um grande imprevisto ocorre quando ela passa a se sentir atraída pelo paciente. Mitchell, descrito como um poderoso magnata, seria a antítese de tudo o que ela busca em um homem… se não estivesse em coma. Precisar de alguém inconsciente seria um absurdo, não seria? Amar uma pessoa que nunca responde parece loucura! Francesca já havia entendido e sentia-se quase segura diante disso. Mas, e se Mitchell acordasse? A aproximação desses personagens tão diferentes revela um romance encantador e divertido, repleto de reviravoltas. Entre a vida e a morte, a ilusão e a realidade, o amor pode ser realmente o milagre que faz tudo mudar?

Notas

resenha eu te quero

Entre o Amor e o Silêncio é um romance divertido, tocante e picante.

Resenha:  Conheci a Babi na bienal do livro, no lançamento do livro. O que primeiro me chamou a atenção no livro dela, foi a capa e o kit que eu ganhei. Tudo feito com tanto cuidado e carinho, o trabalho gráfico ficou lindo! As peças de marketing que estão rodando pela internet também estão lindíssimas. Passado meu deslumbramento com a capa, veio a dúvida: como uma autora conseguiu desenrolar uma história onde uma mulher se apaixona por um homem em coma? Confesso que isso me despertou curiosidade, mas que eu não comecei o livro com grandes expectativas. O que eu nunca iria imaginar é que a Babi iria me impressionar, muito.

Quem lê a sinopse pode pensar “mais um livro de mocinha fragilizada e o cara podre de rico”, mas não é isso que a gente encontra no livro, inclusive, não acho que a sinopse fez jus ao conteúdo, o livro tem muito mais a oferecer do que parece.

resenha entre o amor e o silencio

O tamanho do livro (527 páginas) deveria limitar meu transporte com ele, uma vez que eu não costumo levar comigo livros pesados – mas a história ficou tão boa que eu levei ele pra cima e pra baixo. Inclusive o livro me fez sacrificar uma noite de sono para ler 300 páginas de uma vez só, juro que foi maior do que eu, simplesmente não conseguia parar! Depois desacelerei porque estava com dó de terminar o livro e ter que me despedir da Francesca e do Mitchell.

Francesca é uma mulher que desde a adolescência aprendeu que não deveria esperar muito do gênero masculino, o primeiro a decepcioná-la foi o pai, com quem ela não teve contato por mais que se esforçasse, na fase adulta quando encontra aquele que faz seu coração bater mais forte, o relacionamento de três anos acaba da pior forma possível. É nesse momento em que ela decide parar a vida, se permitir um momento de reflexão e apostar em seu sonho: escrever um livro. Enquanto realiza seu sonho, decide fazer voluntariado lendo para pacientes em coma, pensando que isso poderia ajudar nos momentos de bloqueios criativo.

Por a Francesca ser escritora, nós acompanhamos com ela a construção de seu livro e ganhamos um livro dentro do outro. Somos presenteados com alguns trechos do livro que a ela está escrevendo, e o livro dela também é incrível! O componente principal é o que ela chama de “caixa da falta”, uma caixa que reúne diversas cartas de diferentes lugares no mundo em diferentes épocas, o tema em comum dessas cartas é a falta.  Aliás, estou aqui torcendo para a Babi lançar esse livro como um conto ou mesmo como uma edição especial!

Mitchell é um homem bem sucedido e extremamente focado em sua carreira e no poder que ela lhe proporciona, quando não está construindo seu império financeiro que vem de uma herança familiar que ele apenas fez crescer, está desfilando com belas mulheres e aproveitando o que o dinheiro tem a lhe oferecer, a única coisa que a sua vida não conhece é amor de verdade, seja de sua família ou de um relacionamento amoroso. Não que ele se importe, afinal, ele não acredita em nada disso.

Eu, convivo muito com o mercado financeiro, porque um dos meus irmãos é Assessor de investimentos e sempre me ensina um pouco sobre esse universo tão complicado para uma irmã que vive na área de design/marketing. Por isso, foi fácil para mim entender o universo do Mitchell e todos os termos utilizados dentro do livro. Um ponto importante é que eu imagino que a Babi tenha lido e estudado muito sobre o universo de grandes bancos e investidores, eu já li muitos livros que tem o personagem masculino como um bilionário, mas nenhum, nunca, tinha me dado tantos detalhes sobre o trabalho do personagem e, ela mostra como o Mitchell tem que ser workaholic, como sacrifica grande parte da sua vida pelo trabalho chegando a trabalhar 14-16 horas. Afinal, essa forma de retratar o bilionário que tem tempo pra fazer tudo na vida e fica rico sentado aproveitando a vida, não cola minha gente!

resenha entre o amor e o silencio babi a sette 2

A vida de Mitchell muda completamente na volta de um jantar, em um dia como qualquer outro, ele sofre um acidente e entra em coma.  Assim, duas vidas muito diferentes se encontram da forma mais improvável. Francie é totalmente alienada no mundo de fofocas (muito parecida comigo) e nem se dá conta de quem é a vítima que ela está ali acompanhando, aos poucos, ela percebe que a família dele nem se importa para o seu estado e é assim que ela acaba se tornando mais presente no hospital. A escrita da Babi tornou aquilo que eu achava impossível, em possível, é muito fácil entender as razões da Francie para se apaixonar pelo Mitchell, e o legal é que a Francie tem uma terapeuta que vai ajudando-a a lidar com esse amor, ela não é uma mocinha indefesa que acha tudo cor-de-rosa nisso, ela se sente assustada.

“Nós é que rotulamos como devem ser as relações, os acontecimentos e até mesmo os sentimentos. Já parou para pensar como somos egoístas e prepotentes ao limitarmos a liberdade do amor?”

entre o amor e o silencio resenha

Francesca me fez sentir na pele cada sensação, eu fiquei tão feliz de encontrar uma personagem que não se deixa deslumbrar pelo mundo poderoso do homem por quem se apaixona, ela não deixa em momento algum que o dinheiro de Mitchell compre seu amor ou mesmo suas opiniões, ela tem uma personalidade fortíssima e opiniões muito bem formadas. Francie mostra os dois lados da mulher moderna, ela é independente, cheia de opiniões, sensual, sexualmente ativa, mas também guarda um lado frágil, que se permite sentir a dor por alguém que ela ama… Mas, também não se permite que o homem se torne o centro de seu universo. Em algumas cenas, ela dá umas tiradas tão fantásticas no Mitchell que eu só conseguia pensar “isso aí! Minha garota, mostra pra ele!”

“Por fim se rendeu a um magnetismo muito maior do que a razão. […] Não controlava mais porra nenhuma.”

Outro ponto que me fez dar nota 5 para o livro, é que os personagens não sofrem mudanças bruscas. Não é porque a Francesca se apaixona que ela se torna uma idiota, não é porque o Mitchell teve uma experiência de quase morte e que uma estranha o apoia, que ele vira a pessoa mais fofa e agradecida do mundo. A transição dos personagens é muito bem feita, eu não senti que eles estavam sendo incoerentes em nenhum momento.

O enredo do livro alterna cenas de romance, cenas engraças, cenas beeeem calientes e cenas de reflexão. O livro é bem completo e não deixou a desejar em nada, não consigo nem colocar defeito nele, a leitura foi bem fluída e eu já estou com saudades!

Na dedicatória do meu livro, a Babi agradeceu por eu abrir o meu coração para sua história, mas sou eu que tenho que agradecer por essa história maravilhosa que foi capaz de me tocar tanto, arrancando sorrisos, suspiros e lágrimas. E por favor, quero mais obras suas <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *