Eu te vejo – Trilogia dei sensi – Livro 01

eu te vejo resenha
Autor:  Irene Cao
Título Original: Io ti guardo
Editora: Suma de Letras
Nota: 4,4

Sinopse:

Apesar de apaixonada pela arte e pelas cores de Veneza, cidade onde vive, a jovem restauradora Elena Volpe tem seu coração como uma tela em branco, pois nunca viveu uma grande paixão. Com 29 anos, a protagonista de Eu te vejo tem a sua vida transformada com a chegada de Leonardo Ferrante, um famoso chef de cozinha e o mais novo inquilino do palácio onde trabalha na restauração de um afresco. O encontro com Leonardo abala suas certezas, abrindo as portas de um paraíso inexplorado. O chef sabe que o prazer é uma conquista para todos os sentidos – tem uma forma, um odor, um sabor – e guiará Elena até os limites mais doces e extremos do sexo, mas sob uma condição: nunca deverá se apaixonar por ele. A jovem aceita a proposta e deixa-se seduzir por este homem de passado misterioso, que parece fugir de seu desejo de prendê-lo a ela para sempre. Em Eu te vejo, Irene Cao revela uma trama de escrita suave, como o pincelar cuidadoso de uma restauração, e saborosa, como a gastronomia italiana. Tendo como cenário a exuberante cidade de Veneza, o primeiro volume da primeira trilogia erótica italiana traz todos os sentidos envolvidos na paixão entre Elena, uma mulher que não conhece o amor, e Leonardo, um homem que só conheceu o lado mais obscuro desse sentimento.

 

Notas

resenhaeutevejo

eu te vejo

eutevejo_1

Resenha:

A trilogia de Irene Cao me conquistou em seu primeiro livro, com sua escrita minuciosa ao descrever Veneza e nos dar um gostinho desse paraíso italiano. Eu amo livros que acontecem em cidades italianas, O inferno de Gabriel me conquistou exatamente pelo mesmo motivo, as fortes referências italianas, quem gostou de Gabriel, tem fortes razões para ler e se apaixonar por Eu te vejo (mesmo que a semelhança entre as obras termine ai).

Elena é uma mulher bem sucedida, mas que não lida muito bem com a sua feminilidade, se concentra tanto em seus afrescos perfeitos que acaba se esquecendo um pouco de ser mulher e deixa os anos passarem até chegar aos 29 anos sem um grande amor e sem ter a habilidade de se dar prazer.

Leonardo é um consagrado chef de cozinha, que agora está em Veneza para abrir um novo restaurante. Lindo, sexy, bem resolvido com a sua vida sexual e absurdamente seguro – eu já disse que ele é lindo? haha

Felippo é o melhor amigo de Helena, um incrível arquiteto que eu o vejo como o nerd fofo, bonito, charmoso e inteligente. Ele tem tudo a ver com Elena, é o espaço de conforto que ela conhece.

Preciso citar que amei o fato de nessa obra não haver a questão da mulher ser a subordinada, acho um pouco ruim o fato de como alguns livros deixam sempre a mulher em posição de menor poder profissional – pode ser besteira para outros, mas eu considero uma diferença. Não há interesses financeiros nos relacionamentos do livro, todos são adultos bem sucedidos e fim.
Espere por muitas cenas picantes e inusitadas nessa obra, Irene caprichou na imaginação. Acho que eu nunca vou conseguir ver um romã da mesma forma de novo haha!

Um contra no livro, foi que durante a evolução da personagem Elena eu acredito que ela perdeu um pouco de seu caráter e convicções que ela mantinha há anos, não falo das mudanças sexuais, mas algumas éticas mesmo. Isso me chateou, eu gostaria que a Elena fosse uma personagem mais forte do que ela de fato de mostrou.

Felippo ou Leonardo, quem você e Elena irão escolher? Só lendo para descobri 😉
E eu estou louca por uma viagem para Veneza e o segundo volume da trilogia, veeeem maio!

Onde Comprar
Submarino
Americanas
Livraria Saraiva
Fnac

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *