Meu nome é memória

meu nome é memoria resenha
Autor:  Anne Brashares
Título Original: My name is memory
Editora: Suma de Letras
Nota: 4,2
Adicione no Skoob | Compre

Sinopse: Encontrar o amor verdadeiro nunca é fácil. Mas para Daniel, o protagonista de Meu nome é memória, isso parece ser ainda mais difícil. Ele tem um dom que por vezes assemelha-se a uma maldição: lembra-se de todas as suas vidas passadas. E em todas elas, foi apaixonado por Sophia. “Vivi mais de mil anos. Morri incontáveis vezes. Esqueço o número exato. Minha memória é uma coisa extraordinária”, escreve o protagonista. Inglaterra, Antioquia, Congo Belga, Constantinopla, Georgia. Todos esses lugares já presenciaram o amor do casal, porém Sophia nunca se recorda das memórias passadas. Vida após vida, através de dinastias e continentes, Daniel tenta fazê-la relembrar esse amor e conquistá-la para sempre, mesmo que ela mude de nome e aparência. Mas, em todas às vezes que Daniel e Sophia tiveram uma aproximação, foram separados de maneira dolorosa e fatal.

Notas

resenha meu nome é memoria editora suma de letras

O romance mais bonito, bem escrito e profundo que eu li esse ano.

Resenha: Esse, sem dúvidas, foi o romance mais bonito, bem escrito e profundo que eu li esse ano. Gostaria de dar uma nota 5 para ele, mas infelizmente, não vou poder dar por um motivo: seu final – ou o final que ficou faltando na verdade. Acho que nunca um livro me deixou tão triste como esse, ele é tão perfeito que eu realmente não me conformei com o final aberto… não é que o final tenha sido ruim, a história ficou sem final mesmo. O livro foi lançado em 2010 e foi publicado pela editora Suma de Letras esse mês no Brasil, eu fucei alguns sites e percebi que o livro não tem continuação – morri um pouco nessa etapa. Mas, se vocês me perguntarem se eu não teria lido se soubesse dessa decepção, eu digo que leria da mesma forma.

meu nome é memoria resenha de livro ann brashares

Ann, ficou famosa por escrever a série de livro “Quatro amigas e um Jeans viajante” que se você não leu (como é meu caso) viu o filme pelo menos. Eu não conhecia nada do trabalho dessa autora, mas fiquei muito impressionada com a escrita dela, apesar dos pesares, o trabalho dela nesse romance é incrível!

Vamos ao livro. Daniel tem um dom ou maldição, como você preferir chamar, ele é capaz de lembrar de todas as suas vidas passadas… Ele morreu e reencarnou milhares de vezes e ao contrário dos outros seres humanos, sua alma possuí memória, ele lembra de forma geral de sua vida, seus corpos, famílias e etc. Sua primeira vida da qual ele tem lembranças foi no norte da África, em uma região que se chamava Antioquia, por volta de 520 d.C, nessa vida, Daniel conheceu uma garota que chamou sua atenção imediatamente, porém, ele lhe fez um grande mal. Em sua próxima vida, Daniel se dá conta que ele continua se lembrando da antiga e mais do que isso, que consegue identificar pessoas de suas outras vidas em sua atual (ou seja, se ele teve uma mãe em uma vida e encontrá-la como uma vizinha na vida seguinte, ele sabe que ela já foi sua mãe, reconhece a sua alma)  dessa forma, ele acaba por encontrar a garota que fez mal em outras vidas, no ínicio ele apenas quer se desculpar e se livrar do peso que da culpa que carrega por anos… Mas, em uma de suas vidas onde pela primeira vez sabe seu nome, Sophia, ele percebe que o que sente por ela vai muito além de admiração e culpa.

meu nome é memoria resenha de livro ann brashares

“Vivi mais de mil anos. Morri incontáveis vezes. Esqueço o número exato. Minha memória é uma coisa extraordinária, mas não é perfeita. Sou humano. (…) Nunca tive filhos, nunca envelheci. Não sei a razão. Vi beleza em coisas incontáveis. Eu me apaixonei e ela é quem resiste. Eu a matei uma vez, morri por ela muitas vezes e ainda não tenho nada para exibir. Sempre a procuro. Sempre me lembro dela. Carrego a esperança de que, um dia, ela venha a se lembrar de mim.”

Nesse ponto toda a história se desenrola, Daniel atravessa cada vida á procura de uma oportunidade de finalmente ficar com a sua Sophia, sendo que ela não se lembrava absolutamente nada de sua outras vidas, o máximo que ela tem snøa dejá-vus e além disso o destino não colabora com eles, colocando diversos impecilhos entre eles. Mas, Daniel tem uma determinação impressionante e sua devoção por Sophia é linda.

O livro varia entre narrações feitas por Daniel e algumas em terceira pessoa, mas eu fiquei muitíssimo encantada por ela, o enredo é bem construído e cada detalhezinho foi pensado, as histórias se entrelaçam perfeitamente e é impossível deixá-lo de lado. Sorri, chorei, suspirei e me apaixonei por esse livro, ele é capaz de despertas as melhores emoções em um leitor, de verdade.

meu nome é memoria resenha de livro ann brashares

Eu não acredito em reencarnação, então quero que você saiba, caso esteja lendo essa resenha e sua religião não te leva a acreditar á isso, que esse livro não se trata de uma conversão para a religião espiríta, você pode enxergá-lo como uma ficção – eu fiz isso e amei o livro, não vejo porque a minha religião ficaria no caminho.

Minha dica? Leia, e ajude a mim e a milhares de fãs pelo mundo a pressionar a autora para que haja uma continuação.
Onde comprar: Submarino, Americanas, Livraria Saraiva e Amazon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *