O doador de memórias

o doador de memorias resenha
Autor:  Lois Lowry
Título Original: The Giver
Editora: Arqueiro
Nota: 3,8
Adicione no Skoob | Compre: Saraiva e Submarino

Sinopse:

Ganhadora de vários prêmios, Lois Lowry contrói um mundo aparentemente ideal. Os habitantes da pequena comunidade, satisfeitos com suas vidas ordenadas, pacatas e estáveis, conhecem apenas o agora – o passado e todas as lembranças do antigo mundo foram apagados de suas mentes. Uma única pessoa é encarregada de ser o guardião dessas memórias, com o objetivo de proteger o povo do sofrimento e, ao mesmo tempo, ter a sabedoria necessária para orientar os dirigentes da sociedade em momentos difíceis.

Notas

resenha o doador de memorias

Adicione a sua estante do Skoob | Compre: Saraiva e Submarino

Resenha: A cidade criada por Lois é perfeita. Não existe fome, guerra, desrespeito, todos os moradores são evoluídos, as famílias constituídas por um pai, mãe e dois filhos. Tudo isso foi obtido através de uma sociedade bem dividida em seus afazeres e no controle dos sentimentos de seus moradores, eu não diria nem controle, mas inexistência. Onde não existe sentimentos, não existem falhas.

Jonas é jovem como qualquer outro da comunidade até o dia da cerimônia da atribuição, onde ele deve receber o seu cargo para o resto de sua vida – cargo recebido pelo conselho, não escolhido. Assim como todos os  jovens de 12 anos, Jonas, está eufórico! Porém, o que ele jamais esperaria acontece, ele recebe o cargo de maior honra da comunidade : O guardião de memórias. Aos poucos, aquilo que era para ser a maior honra de sua vida, torna-se um peso difícil de carregar.

o doador de memorias resenha

Eu fiquei bem tensa em alguns momentos, a sociedade de O doador de Memórias pode ser perfeita em alguns sentidos, mas também é muito autoritária e fria, existe até uma pílula que eu vou apelidar de “corta-tesão”, nem os bebês são feitos da forma convencional, uma vez que o amor e relacionamentos trariam problemas. O que me passou pela cabeça enquanto lia era tantas vezes que ouvi colegas de sala durante o ensino fundamental e médio dizerem: “Para que aulas de histórias? É passado, não serve pra nada”, o livro mostra o quão importante é conhecer nosso passado para construir um futuro.

Algo que me deixou desconcertada é que o mundo de Jonas não tem cores e ele não sabe o que são livros. Fiquei chateada, já imaginou um mundo sem livros!?

O doador foi um personagem pelo qual eu me apaixonei, é um senhor que carrega uma história de sofrimento, dor e solidão, me senti muito tocada por ele e a forma como ele tenta amenizar as coisas para o Jonas, ele sofre junto com o menino. A tarefa de Guardião acaba por ser um fardo, não uma honra.

O final do livro me desesperou um pouco porque possui um cliffhanger brutal, mas descobri que a série “O Doador” possui 5 livros. Esse livro, inclusive, já havia sido lançado pela Editora Arqueiro, mas só agora ficou em evidência por causa do filme – com o sucesso espero que os outros livros sejam traduzidos também!

o doador de memorias resenha 2

No site da autora eles são chamados de “Quarteto”
The giver (The Giver, #1) (O doador de memórias)
Gathering Blue (The Giver, #2)
Messenger (The Giver, #3)
Son (The Giver, #4)

The+Giver+Quartet - resenha de o doador de memorias

O filme está nos cinemas, mas pelo trailer eu já percebi que o filme é bem diferente do livro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *