Para Sempre

para sempre resenha
Autor: Kim Carpenter e Krickitt Carpenter
Título Original: The Vow: The Kim and Krickitt Carpenter Story
Editora: Editora Novo Conceito
Nota: 4

Sinopse:

A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a “Krickitt” com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.

 

Resenha: Esse livro é obrigatório quando se trata de romances. Preciso começar essa resenha dizendo que apesar do livro não conter a minha forma de escrita favorita, ele sem dúvida está dentro os meus livros preferidos, procurei relevar a escrita uma vez que ambos autores do livro não são escritores, são um casal de verdade que decidiu contar sua história de amor para o mundo! Já esse fato já emocionante por si só.

Kim e Krickitt se conhecem através de um telefonema profissional, Kim é um treinador de futebol e Krickitt trabalha em uma loja de esportes, o que era para ser uma ligação sem importância torna-se um momento de impacto na vida dos dois. Eu posso dizer que o casal vive o que hoje para nós é um romance virtual, mas como não havia o mesmo suporte tecnológico que temos hoje, os dois gastam horas no telefone e eventualmente mandam cartas um para o outro. Aos poucos as conversas tornam-sem mais longas e é impossível negar as semelhanças em sua personalidade e seus sonhos em comum, os dois se apaixonam incrivelmente rápido.

Um traço da personalidade de ambos bem forte no livro é a fé, ambos são cristãos convictos tanto que a confirmação de seu casamento ser algo sério e certo é feito através das orações de Krickitt, se você for ateu talvez se sinta um pouco incomodado com o livro porque é realmente um ponto forte da história, mas não acredito que seja um empecilho que valha a pena você largar o livro.

Kim e Krickitt estão casados e felizes há apenas 2 meses quando o acidente acontece balançando tudo, Krickitt sobrevive apesar dos médicos não acreditarem, porém, através do acidente ela muda completamente e aí que começa o desafio do “até que a morte nos separe” e do “na saúde e na doença”.

O livro é incrível, bem fácil de ler e é impossível não se emocionar com o depoimento sincero de Kim dos momentos mais difíceis, ele abre todos seus sentimentos para o leitor desde esperança até frustração, o livro retrata um amor real e nada irreal, apenas um amor baseado na fé – amei isso!

Se você viu o filme, esqueça tudo que viu por lá e leia o livro sem preconceito. Confesso que talvez se tivesse visto o filme não teria dado uma chance pro livro, o livro é melhor, bem melhor.

Preparem os lencinhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *