Os desejos da Bela Adormecida – 1º Volume da Trilogia Bela Adormecida +18

anne rice os desejos da bela adormecida
Autor: A.N. Roquelaure (Anne Rice)
Título Original: The Claiming of Sleeping Beauty
Editora: Rocco
Nota: 3
Adicione no Skoob | Compre

Sinopse:  

“O conto de fadas A Bela Adormecida ganha uma roupagem nada inocente pelas mãos de Anne Rice, em três livros – Os desejos da Bela Adormecida, A punição da Bela e A libertação da Bela. Ao ser despertada por um príncipe, a jovem se descobre presa em um jogo erótico, carregado de sadomasoquismo, e imediatamente fica atraída por seu libertador.

Em Os desejos da Bela Adormecida primeiro volume da trilogia, a princesa abre os olhos depois do beijo do príncipe para se tornar vítima de um outro tipo de feitiço: seu coração e seu corpo estão sob controle dele, que arranca as roupas da jovem e a declara sua escrava sexual. Com o consentimento dos próprios pais, Bela é levada para a corte da rainha Eleanor, mãe do príncipe, onde se torna mais uma serviçal entre centenas de príncipes e princesas completamente nus, que servem como distrações até o dia de serem recompensados e mandados de volta aos seus reinos. Rapidamente, Bela fica fascinada por um universo que mistura prazer, dor e subserviência, mantendo-se como a favorita do filho de Eleanor. Ao mesmo tempo, ela não consegue evitar sua atração por dois escravos, os príncipes Alexi e Tristan, e serve ao deleite de Lady Juliana.”

Resenha: Anne Rice escreveu um livro erótico na década de 80 onde isso ainda era um tabu, hoje, os livros da série A Bela Adormecida tem seu nome estampado, mas na época a autora era conhecida como A. N. Roquelaure, só esse fato já me deixou muito interessada no livro. Conforme devorava as páginas fui entendendo melhor os personagens e a narrativa como um todo, percebi que atrás das punições havia um motivo, político por sinal, a Rainha Eleonor é a mais poderosa monarca das proximidades, por isso, todos os reinos mandam seus tributos para que elas os “domestique” e os devolvam muito mais sábios para liderarem seus reinos. Não fique com dó da Bela Adormecida, mesmo em sua prisão de prazeres ela se apaixona perdidamente por seu senhor e encontra um prazer peculiar na submissão. Em um jogo de libertação sexual, submissão e aceitação daquilo que te dá prazer, príncipes e princesas se tornam mais dignos da posição que um dia irão exercer. Se delicie com o cenário medieval muitíssimo bem detalhado e a escrita extasiante de Anne Rice.

Confira o que à própria Anne Rice disse sobre a trilogia da Bela Adormecida: “Eu escrevi o livro porque eu pensava que a maioria da pornografia(na época na qual foi escrito) era 1) Clássicos Vitorianos revisados e embalados ou 2) Escritos por pessoas que não dividiam aquela fantasia. Então eu decidi escrever uma pornografia que eu gostaria de ler, provar que BDSM poderia ser bom sem morte, queimaduras, cortes ou qualquer outro dano físico realmente grave. Há deliciosos detalhes nos jogos da pornografia BDSM – dominação e submissão, humilhação e amor podem coexistir, tudo com elegância, refinamento e um pouco de romance. Eu criei um reino de contos de fadas onde havia quartos luxuosos, roupas maravilhosas, lindos escravos e lindas escravas que serviam à realeza. Um mundo recheado com romance, um pouco de instigação e muitos detalhes sexuais. Eu gostaria que fosse divertido!” (Tradução livre feita por mim, fonte original Examiner.Com)

Me sinto livre para fazer uma comparação nessa resenha, Os desejos da Bela Adormecida está para 50 Tons de Cinza como Entrevista com o Vampiro está para Crepúsculo. Não vou entrar no mérito se um é melhor que o outro, apenas são literaturas diferentes ok?

Antes de ler o livro vi criticas horríveis sobre ele e, fiquei bem espantada porque tive ótimas experiências com outros livros da Anne Rice. Depois de ler o livro e pensar nas outras resenhas cheguei a uma conclusão: Você precisa estar preparada(o) para ler o livro. Não vai ser um romance com umas partes “hot”, é uma releitura fiel à época na qual é fundamentada e ao contrário do que disseram por ai não é apenas “uma princesa apanhando em uma colher de pau sem motivo”, você se decepciona com um livro quando espera a coisa errada vindo dele.
Não vejo a hora de comprar os próximos livros da trilogia!
PS: Essa resenha é livre de qualquer favoritismo por prática sexuais, é apenas contra o mimi politicamente correto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *