Sombra e Ossos

sombra e ossos resenha
Autor:   Leight Bardugo
Título Original: Shadow and Bone (The Grisha, #1)
Editora: Editora Gutenberg
Nota: 4,8

Sinopse:

Alina Starkov nunca esperou muito da vida. Órfã de guerra, ela tem uma única certeza: o apoio de seu melhor amigo, Maly, e sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa de seu regimento militar, em uma das expedições que precisa fazer à Dobra das Sombras – uma faixa anômala de escuridão repleta dos temíveis predadores volcras –, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros e ficar brutalmente ferido. Seu instinto a leva a protegê-lo, quando inesperadamente ela vê revelado um poder latente que nunca suspeitou ter.

Atributo Nota
Capa 5
Enredo 5
Escrita 5
Personagens 5
Final 4
Classificação geral 4,8

Sombra e Ossos envolve romance com magia e mistério, Leigh foi capaz de pegar um tema que já é conhecido no mundo da fantasia e transformar em algo único.

E o primeiro livro do ano já começou com tudo! Adorei minha primeira leitura e praticamente devorei o livro sem o menor esforço. Sombra e Ossos é o primeiro volume da trilogia Grisha de Leigh Bardugo – e fiquei pasma em saber que esses são os livros de estréia da autora, porque a escrita é tão bem construída que nem parece que esses são so primeiros livros dela.

sombra e ossos resenha

Alina Starkov não tem nada de especial, é uma garota pálida, com cabelos opacos e parece estar doente desde sempre. Ela viveu sua vida inteira em um orfanato e agora é uma cartógrafa de seu regimento militar, não que ela se destaque nessa função também. Ao seu lado ela tem Maly, seu melhor amigo, que ao contrário dela conseguiu sair do orfanato e refazer uma vida repleta de pessoas a sua volta e um galanteador nato, não deixando nenhuma moça imune aos seus lindos olhos azuis, inclusive Alina, que está ali na friendzone eterna.

sombra e ossos

Mas, tudo isso muda quando em uma viagem á Dobra das Sombras (não mar) – uma faixa de escuridão plena entre dois reinos habitada por criaturas terríveis denominadas de Volcras – Maly é ameaçado e quase morto por um Volcra, em um ato de coragem e amor, Alina, se coloca entre ele e o monstro, revelando um poder que ela se quer desconfiava que existia. Então, tudo muda, e o mundo que ela nunca achou que faria parte está em suas mãos e pela primeira vez, o reino de Ravka parece ter esperanças.

Existe algo mais poderoso do que qualquer exército. Algo forte o suficiente para derrubar reis e até mesmo Darklings. Você sabe o que é esse algo? […] A fé.

Eu me apaixonei pelo Darkling, logo de cara, e shippei sem nenhum pudor ele e a Alina, adoro os bad guys. Darkling é o cavaleiro das trevas, o Grisha mais respeitado do reino estando apenas abaixo do rei, ao descobrir o poder de Alina, ele fica maravilhado e decide que ela será sua protegida, uma vez, que seu poder pode colocar fim em todo o mau que o reino de Ravka está submetido. O jeito dark e a beleza sombria do Darkling me seduziram – mesmo depois de uns causos ai, confesso.

O livro é bem detalhado, gostei muito das comidas que são descritas dentro do livro e vou fazer um post especial para vocês sobre isso, porque achei sensacional! Mas, o que me chamou muito atenção é a qualidade gráfica do livro, o detalhe de cada desenho. A capa tem corte de verniz especial (brilhante em alguns pontos) e a capa é bem grossa, orelha bem feita, o papel das páginas é creme e o papel é de uma gramatura alta porque é bem grosso, os desenhos de capítulo super bem feitos, diagramação, fonte e espaçamentos perfeitos!

sombra e ossos resenha 3

Eu só fiquei um pouco chateada com o final, acho que me acostumei demais com Game of Thrones haha! Mas, estou ansiosa para ler o próximo livro da Série!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *