um dia resenha
Autor: Courtney C. Stevens
Título Original: Faking Normal
Editora: Suma de Letras
Nota: 4,2
Adicione no Skoob | Compre

Sinopse:

Alexi Littrell era uma adolescente normal até que, em uma noite de verão, sua vida é devastada. Envergonhada, a menina começa a se arranhar e a contar compulsivamente uma tentativa de fazer a dor física se sobrepor ao sofrimento que passou a esconder de todos. Ela só consegue sobreviver ao terceiro ano do ensino médio graças às letras de música que um desconhecido escreve em sua carteira. As canções parecem adivinhar o que o coração de Alexi está sentindo. Bodee Lennox nunca foi um adolescente normal, mas agora é o menino que teve a mãe assassinada pelo pai. Em seguida, ele vai morar com os Littrell, e Alexi acaba descobrindo que o Garoto Ki-Suco, o quieto e desajeitado menino de cabelos coloridos, pode ser um ótimo amigo. Em Um dia de cada vez, Alexi e Bodee, ao mesmo tempo em que fingem para o resto do mundo que está tudo bem, passam a apoiar um ao outro, tentando viver um dia de cada vez.

Notas

resenha um dia de cada vez

Resenha
Eu sempre fui muito resistente em ler livros sobre abusos em geral, sou uma pessoa muito sensível e esses assunto me causam um impacto grande, mas resolvi dar uma chance pro livro.

Alexi é uma garota inteligente, uma adolescente normal, gosta de festas, saí com as amigas e tem uma família maravilhosa, mas tudo muda em uma noite de verão e ela não consegue mais ser a mesma, perdendo todo brilho enquanto tenta não relevar a ninguém o que houve com ela.

Bodee é um garoto tímido que guarda um drama que ninguém imagina até o dia em que ele se torna o garoto que perdeu sua mãe, pior, seu pai matou sua mãe. Ele se esconde atrás das mechas coloridas de seu cabelo, cada dia ele pinta o cabelo de uma cor diferente com suco em pó, o deixando conhecido como “garoto ki-suco”, nada popular na escola. Alex e Bodee mal se falam, apesar de serem conhecidos desde a o jardim da infância, após a tragédia de Bodee, os pais de Alex que fazem parte da mesma comunidade cristã da qual a mãe de Bodee fazia parte, o convidam para viver em sua casa, na intenção que o garoto possa se recuperar o melhor possível da morte da mãe.


resenha um dia de cada vez

Na superfície, os dois adolescentes parecem de mundos completamente diferentes, mas com a convivência, eles vão se unindo e descobrindo que tem muito mais em comum do que imaginam. Tudo acontece de forma tão natural que o livro passa muito rápido e quando você vê já acabou, ele é bem fino também, possuí apenas 232 páginas.

Além da relação de amizade com o Bodee, Alex mantém uma relação estranha com um garoto que ela não sabe quem é! Isso mesmo, não sabe, a forma que eles interagem um com o outro é escrever trechos de música numa carteira e o outro vem e completa a música, se souber, isso foi um ponto que eu achei incrível no livro! Foi bem legal conhecer umas músicas novas e ficar tentando adivinhar quem era o “Capitão letra de música”!

resenha de um dia de cada vez

Courtney desenvolveu maravilhosamente o tema. Claro, isso de um ponto de vista de alguém que nunca teve nenhum desses problemas, não faço idéia de como uma pessoa que sofre abusos se sente, o meu pior momento foi bullying e nem foi nada próximo do que é relatado no livro tanto por Bodee como por Alex. Mas, a mensagem da autora é bem direta, não importa o tipo de abuso que você sofre, a culpa não é sua, achei muito importante isso e no final do livro existem algumas dicas da autora para quem sobre abusos, denunciar e se posicionar.

Acredito que esse livro deva ser divulgado com empenho, com uma história envolvente, a autora tenta confortar através dos olhos de dois adolescentes, utilizando uma história de amor para incentivar a confiança na vida, novamente, com certeza um dos problemas enfrentados por vítimas é a auto-mutilação e a descrença no resto dos seres humanos… acredito que retomar a confiança não deva ser fácil.

Por fim, gostei muito do livro, é um romance diferente e tocante.

Se você sofreu algum abuso não fique calado (a), denuncie!

um dia de cada vez denuncie

DISQUE 100
O serviço do Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes é coordenado e executado pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República.

Por meio do 100, o usuário pode denunciar violências contra crianças e adolescentes, colher informações acerca do paradeiro de crianças e adolescentes desaparecidos, tráfico de pessoas – independentemente da idade da vítima – e obter informações sobre os Conselhos Tutelares.

O serviço funciona diariamente de 8h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados. As denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas aos órgãos de defesa e responsabilização, conforme a competência, num prazo de 24h. A identidade do denunciante é mantida em absoluto sigilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *