Um Poema para Bárbara

resenha um poema para barbara
Autor: Monica Sifuentes
Título Original: Um poema para Bárbara – a história de amor que ajudou a escrever a História do Brasil
Editora: Editora Gutenberg
Nota: 4,9

Sinopse: São João Del Rei, Minas Gerais, 1776. A cidade recebe o novo ouvidor da comarca, vindo de Portugal: o jovem intelectual e bon-vivant José Inácio de Alvarenga Peixoto. Pronto para assumir sua responsabilidade na próspera Colônia da Coroa, o caminho do magistrado se cruza com o de Bárbara Eliodora, moça de gosto apurado e ideias à frente de seu tempo, que encontra expressão na poesia, assim como Inácio. Do encontro dos dois nasce uma paixão repleta de sonhos de liberdade e revolução, e de um país livre dos grilhões da realeza. Retratando a jornada que culmina na turbulenta Inconfidência Mineira, Um poema para Bárbara é uma história de amor e coragem que jamais será apagada pelo tempo. Um legado de sangue e lutas, de ideais e heroísmo, que marca até hoje a História do Brasil.

Nota

Atributo Nota
Capa 5
Enredo 4,5
Escrita 5
Personagens 5
Final 5
Classificação geral 4,9

 

Resenha: Quem me conhece e lê resenhas por aqui sabe que eu não sou a maior fã de história do Brasil, eu sei, podem me julgar eu tenho preconceito com a minha cultura e isso é feio, mas, infelizmente isso foi uma bagagem que eu ganhei durante os anos de colégio e infelizmente se enraizaram, perdi um pouco disso durante as aulas de história da arte na faculdade e ano passado lendo literatura nacional contemporânea… mas, ainda tem chão para melhorar essa visão.

Mas, eu sempre gostei muito de história e os romances de época ganharam um canto especial na minha estante, Lisa Kleypas e Mary Balogh, principalmente, me fizeram entrar de cabeça no gênero. Eis então que a Editora Gutenberg me enviou a prova de Um poema para Bárbara de Monica Sifuentes, no ínicio fiquei um pouco receosa sobre ler um livro que gira em torno da história do Brasil, mas poxa era uma enorme honra receber a prova de um livro, então abandonei todos os preconceitos sobre história do Brasil e mergulhei no livro, foi uma ótima decisão!

um poema para barbara resenha

Além de um romance para fazer suspirar e aquecer o coração á moda antiga, Um poema para Bárbara é também uma aula de história do Brasil, Monica reúne fatos históricos misturados á ficção para criar um romance histórico brasileiro rico em detalhes que torna a imersão do leitor natural, quando você percebe já está imerso no mundo de poesias lusitanas. Monica não poupou caprichos na hora de descrever tudo nos mínimos detalhes, fica evidente na leitura o trabalho de estudo que a autora teve – e no final do livro o tamanho da bibliografia consultada confirma a suspeita que eu já tinha durante a leitura, eu não sou especialista em história, mas me senti confortável com a leitura e não senti pontas soltas no enredo. A leitura foi demorada e densa, o livro possui mais de 400 páginas e muitas vezes os detalhes foram tantos que sobrecarregavam a minha mente para que eu prestasse atenção em cada coisinha que faria diferença nas páginas seguintes, mas não é uma leitura chata, apenas como toda leitura que agrega algo, ela é densa e deve ser digerida aos poucos.

Realmente, eu não lembrava das minhas aulas de inconfidência mineira, mas acredito que em algum momento devo ter esbarrado no casal durante as minhas leituras obrigatórias e durante a leitura dessa obra fui lembrando de alguns trechos do que havia aprendido. Bárbara e Alvarenga foram um importante casal na história do Brasil e no cenário da Inconfidência Mineira, um casal de poetas que lutou lado a lado por liberdade e por seus ideais. Eu demorei

Uma característica que me chamou muita atenção foi que a autora procurou sempre manter a língua mãe dos personagens, sabe aquela história de novela que se passa no marrocos e todo mundo fala português? Pois no livro de Mônica esses trechos são escritos na língua dos personagens, seja italiano, português de portugal ou mesmo português antigo, e quando necessário esses trechos estão traduzidos no rodapé.

Não consigo comparar a obra de Monica com nenhum outro romance de época que eu tenha lido, sem sombra de dúvidas nenhum que eu já tenha lido foi tão cheio de detalhes e capaz de ensinar tanto, mostrando através de uma história de amor, o papel desse casal que mudou o rumo da história e como em uma época onde as mulheres não tinham vez, uma poetisa corajosa colaborou tanto ao lado de seu marido, que foi capaz de entender e sentir orgulho da mente “moderna” e revolucionária da mulher. Se você gosta de romances de época e procura uma leitura que além de entretenimento seja também fonte de cultura, eu mais do que indico Um poema para Bárbara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *