A Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista

a probabilidade estatistica do amor resenha
Autor: Jennifer E. Smith
Título Original: The Statistical Probability of Love at First Sight
Editora: Editora Record
Nota: 3,6

SinopseA Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista – Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.

Atributo Nota
Capa 3
Enredo 4
Escrita 4
Personagens 4
Final 3
Classificação geral 3,6

 Eu já conversei com vocês sobre expectativa versus realidade, que quanto mais eu tenho expectativa sobre um livro, maior a chance de eu me ferrar com ele. Pois bem, esse foi o caso de A Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista, todo mundo joga mel nesse livro, falam super bem e ele tem uma nota alta no skoob (4.2) e eu fui cheia de energia para ler ele, bom, não foi bem o que eu imaginava. Sim ele é um livro que tem um enredo bom, mas não é para tanto burburinho. Para mim, o maior problema na realidade está no título, eu não leio sinopses, na grande maioria das vezes, eu gosto de ter todas as surpresas possíveis dentro do livro, então talvez tenha sido culpa minha mesmo a decepção, acho que se tivesse qualquer coisa no título que remetesse Um dia, 24 horas ou algo similar, eu esperaria menos e ficaria tranquila. Mas, não né. Então, vou ser obrigada a ser a chata da vez e não cair de amores por esse livro. Uma amiga minha, a Bia, me disse algo que eu super concordei: “Terminei o livro e pensei, está faltando páginas?! Será que peguei um livro com algum erro de edição?! MA ACABO ASSIM?!” Pois é, minha gente, esse sentimento me define.

Hadley está passando por uma situação bem chata, ela está indo para o casamento do pai com outra mulher, depois de ter abandonado ela e a sua mãe há dois anos indo morar em Londres, enquanto ela mora nos Estados Unidos. A descrição do relacionamento pai e filha é ótima, toda a complexidade para uma adolescente de 17 anos lidar com a situação, ela tinha seu pai como herói e de repente percebe que ele é um ser humano cheio de defeitos como qualquer outra pessoa, ela se sente abandonada e traída, eu nunca passei por uma situação parecida ou vi uma acontecer de perto, mas acredito que quando um dos pais deixa o outro para viver um outro amor é normal que os filhos sintam as dores de quem foi abandonado, com a Hadley não é diferente. Sendo assim, mesmo contra a sua vontade e cheia de mágoa com o pai, ela vai até o casamento. É nesse contexto que ela conhece Oliver, o sonho de todo mundo quando pega um avião, encontrar alguém agradável para passar horas e horas ao lado, andar de avião é bem entediante, mas com uma pessoa legal ao seu lado tende a passar mais rápido – eu acho né, nunca dei essa sorte hahaha!

O livro aborda também uma questão que com certeza já passou pela sua cabeça, o que aconteceria com a sua vida se você mudasse uma ação, se você se atrasasse para algo por 30 segundos que fosse, eu sou uma pessoa que pensa muito nesse tal efeito borboleta, então isso foi algo que me agradou muito no livro. Eu li no Kindle então não posso julgar a diagramação, mas não curti a capa porque eles parecem noivos, e isso não acontece no casamento, eu nunca vi madrinha usar branco e ela não é descrita assim no livro, apesar da capa ser fofa não condiz com o enredo.

O final do livro me deixou bem chateada, eu entendo o conceito de fazer um livro que se passa em 24 horas, mas a autora tinha material para fazer um livro mais completo, mas como eu disse anteriormente, tudo é uma questão de expectativa. O livro é agradável, com uma escrita leve e divertida, aborda assunto bem legais mesmo que não se aprofunde em nenhum deles, se você manter em mente que o livro só tem 24 horas acontecer, talvez, não vai se frustar que nem eu!

0 thoughts on “A Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista

  1. Oi Steph, assim como você não gosto de saber muito sobre um livro antes de lê-lo, mas no caso desse livro eu só tive vontade de ler depois de ler uma resenha dele. Então talvez eu tenha gostado porque já sabia o que esperar. Pensando no quesito capa vc tem razão, se não soubesse muito teria achado que tinha algo a ver com casamento kkkkkk, mas sei lá eu acho ela tão linda. Qto ao tempo em que se decorreu a história eu curti bastante, achei diferenciado. Bom, já deu para perceber que eu curti muito o livro né, pena que sua experiência com ele não foi tão legal 🙁

  2. Oi Steh, eu comprei esse livro faz tempo mas ainda não consegui ler. Também vejo a galera falar super bem, mas ao contrário de você, gosto de ler a sinopse e saber o que me aguarda pela frente. Por esse motivo acredito que não terei problemas com a leitura. Acho uma pena quando um livro não está de acordo com nossas expectativas, mesmo assim espero curtir a leitura.

    Bjs, Glaucia.
    http://www.maisquelivros.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *