o milagre resenha nicholas sparks
Autor:  Nicholas Sparks
Título Original: The Believer
Editora: Editora Agir
Nota: 3

Sinopse:

Vestido de preto da cabeça aos pés e com a aparência de alguém sempre pronto para ir a um velório, Jeremy Marsh reflete em seu estilo uma forte vocação para encarar a vida de uma forma racional. Badalado pela mídia, respeitado pela comunidade científica, aos 37 anos o jornalista assina uma coluna na prestigiosa revista Scientific American – sem, contudo, emplacar um relacionamento feliz. A saída que Jeremy encontra para exorcizar o fantasma de um casamento desfeito é negar a existência de outros tipos de fantasmas: aqueles que arrastam correntes e aparecem sob lençóis. Seu trabalho como freelancer já o fez viajar pelo mundo à cata de lendas urbanas como a do monstro de Losh Ness. Por isso, não se surpreende ao receber a carta de Dori McClellan, uma senhora com poderes divinatórios que o convida a investigar as misteriosas luzes de Cedar Creek, um antigo cemitério de escravos que teria sido alvo de uma maldição.
Acionando seu agente e um cameraman tatuado e beberrão, Jeremy deixa Nova Iorque e parte em direção ao sul dos Estados Unidos. Essa é a terra da sofrida Lexie Darnell – alguém que longe de ser uma mocinha ingênua do interior, se mostra vacinada contra os avanços de qualquer conquistador da cidade grande. Mas será que um forte sentimento pode ultrapassar as fronteiras que separam a fé da descrença?

Resenha:
Vou começar dizendo que já li outros romances do Nicholas Sparks e apesar de todo mundo dizer que são todos iguais e cheios de água com açucar, eu adoro! O Milagre não entrou no meu hall de livros favoritos do autor, no entanto, considerei um livro digno de nota 3 porque eu li bem rápido e a história me cativou apesar de eu achar um pouco clichê, desejo ler o livro novamente, pois talvez a questão de não ter gostava tanto é que na época em que li não tinha nenhum tipo de crença e em alguns momentos você irá se deparar com algumas questões religiosas. Tirando esses fatos, vamos as coisas boas do livro.

Eu AMO as cidades onde o Nicholas Sparks ambienta seus livros, tenho muita vontade de um dia viajar para cidades interioranas dos EUA porque os livros dele fazem as cidades parecerem apaixonantes e lindissimas. Cedar Creek não poderia ser diferente, os cenários são bem detalhados e é impossível não se sentir transportado para essa cidade pequena e aconchegante. Quantos aos personagens, eu adorei a Lexi, ela foge das mocinhas fragéis e cheias de mimi, é uma mulher de fibra e com uma personalidade fortissima! Adorei, Lexi está ai para inspirar muita gente!

E aos poucos ambos os personagens percebem que muitas vezes em um relacionamento é necessário ceder e definir quais são as reais coisas importantes e de valor em nossas vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *