Resenha: A Promessa da Rosa

a promessa da rosa capa babi a sette
Autor: Babi A. Sette
Título Original: A Promessa da Rosa
Editora: Editora Novo Século
Nota: 5

Sinopse: SÉCULO XIX: Status, vestidos pomposos, carruagens, Bailes… Kathelyn Stanwell, a irresistível filha de um conde, seria a debutante perfeita, exceto pelo fato de que ela destesta a nobreza. Arthur Harold é bonito, rico e obstinado. Uma aventura de uma noite, que se transforma em uma paixão sem limites. Porém, a traição causada pela inveja e uma sucessão de mal-entendidos dão origem ao ciúmes e muitas reviravoltas. Kathelyn será desafiada, não mais pelas regras sociais ou pelo direito de trilhar o próprio caminho, e sim, pela única coisa capaz de vencer até mesmo a sua força de vontade e enorme teimosia: O seu coração.

Atributo Nota
Capa 5
Enredo 5
Escrita 5
Personagens 5
Final 5
Classificação geral 5

Começo essa resenha reafirmando algo que já disse muitas vezes aqui: como é difícil fazer resenhas de livros que eu gosto muito! Sempre fico com medo de não expressar tudo que eu gostaria, esquecer algum detalhe, por isso, reviso milhares de vezes, e foi exatamente isso que aconteceu com A Promessa da Rosa.  Então, já aviso que essa resenha pode ficar um pouco extensa.

Não espere o clichê de Romances de época em A Promessa da Rosa, mais uma vez a Babi foi capaz de me surpreender com uma virada de enredo que me deixou sem folêgo! Eu li o livro de 432 páginas em dois dias e só não li em um dia porque tinha compromissos que eu não podia adiar, o livro me impactou tanto que enquanto eu não estava lendo me pegava pensando no que ia acontecer com os personagens, quando terminei queria chorar e voltar pro ínicio! Como faz para sair dessa ressaca agora?! Eu já sei que eu vou ter que passar um tempo sem ler outro romance de época porque eu vou colocar defeito em tudo, porque vai ser difícil achar outro no mesmo nível.

a promessa da rosa romance de epoca babi a sette

A Promessa da Rosa é um romance de época que se passa em Londres, durante o século 19, começamos em 1840, mas acompanhamos a evolução dos personagens durante alguns anos.  Vou começar falando do cenário onde acontece o enredo, eu amo romances de época e para mim cada detalhe importa muito, meus olhos brilham quando vejo obras bem construídas, onde eu posso sentir o cuidado do autor na descrição de casas, vestimentas, costumes e etc. Posso dizer que enquanto estive imersa na leitura eu me senti realmente em Londres do século 19, Babi não economizou palavras na hora de descrever tempo e espaço, tornando a leitura muito mais interessante e fácil, eu fiquei tão imersa na leitura que só lembrei de fazer marcações no livro para fazer a resenha quando eu já estava na página 100. Como faz, produção? Até cheguei a perguntar de onde ela tirou todos aqueles detalhes, se havia uma bibliografia específica, ela me contou que a riqueza de detalhes é fruto de um amor profundo por história e romances de época, muitos anos de leitura sobre o gênero e para detalhes mais específicos de política e locais, alguns estudos e nossa querida internet ajudaram.

– Essa ridícula maneira como são tratadas as mulheres. Como éguas em leilões, como cabras incapazes de pensar por si só. – O conde ainda a segurava, ela disse entre os dentes. – Como seres frágeis que não podem abrir a boca sem que alguém as ordene ou comande. Não comigo, não em minha vida.

a promessa da rosa romance de epoca babi a settev3

Kathelyn Stanwell, filha de um conde está na idade de ser apresentada á sociedade formalmente, arrumar um marido e seguir a vida que toda dama da época é criada para esperar. Ela é linda e tem tudo para ser uma debutante disputada pelos melhores pretendentes, o único problema é que Kathe não sonha com a vida que a maioria das jovens damas londrinas se mataria para ter – na verdade, ela ODEIA todas as regras que precisa seguir e a falta de liberdade em sua vida. Kathe é uma verdadeira moleca, o que para sua época é um escândalo dos grandes! No ínicio do livro, ela já deveria ter começado a frequentar bailes, porém, um acidente deixa seu pai tão envergonhado que a proíbe por algum tempo de sair, ela é absurdamente teimosa, cheia de convicções, apaixonada por mitologia grega e super inteligente, e como toda mulher muito á frente do seu tempo, Kathe vai ter que pagar as consequências em troca da luta por sua liberdade. Lembrando também que ela tem apenas 17 anos, então, apesar de ser tão decidida no que quer da vida, ela é apenas uma adolescente, e em alguns momentos absurdamente ingênua e fantasiosa sobre o mundo ao seu redor.

a promessa da rosa romance de epoca babi a sette 5
Eu gostei muito da construção da personalidade da Kathe, ela me tocou de formas diferentes: admirei, xinguei, quis puxar a orelha, quis chorar junto, suspirar junto e ser a melhor amiga dela! Diferente de outras obras, nossa protagonista não é protegida do mundo, apesar de ser uma personagem fictícia, Kathelyn poderia ser uma pessoa de carne osso como você e eu, me senti tão próxima da personagem que era como se eu estivesse lendo a história de alguém que de fato existiu. Conforme o enredo acontece, ela aprende lições preciosas e amadurece mais rápido do que todos nós gostaríamos que ela precisasse (preparaaa o lencinho).

Arthur Harold, foi criado como um verdadeiro príncipe, único filho homem em sua família e herdeiro do título de duque de Belmont, cresceu acostumado a ter o mundo aos seus pés. Ele exala poder e confiança, aos 29 anos já viajou por diversos países colecionando histórias, antiguidades e mulheres, extremamente reservado, apesar de se entediar com os costumes da alta sociedade, respeita as tradições e é respeitado entre os mais poderosos. Eu passei por três estágios com o Arthur durante a leitura: deslumbramento, ódio e compreensão. Ele poderia ter sido um personagem construído para ser o homem ideal, o princípe, mas não foi, essa é a razão para ele se tornar um personagem inesquecível. Assim como Kathelyn, Arthur, vai pagar por suas ações, não espere o mocinho que tem uma personalidade até encontrar a mocinha e depois muda da água pro vinho, Babi construíu um duque bem humano e fiel ás tradições da época e ao seu orgulho.

Kathe olhou-se no espelho e lamentou não ser como Lilian. Lamentou não ser o que se espera de uma dama. Fez isso porque sabia que não seria jamais uma duquesa adequada, por mais que todos á sua volta tentassem. Ela entendeu que existia algo dentro dela que nunca permitiria.”

A paixão entre Kathelyn e Arthur é daquelas que começam de forma inesperada e ousada. Kathelyn é essa mulher que precisa fugir do padrão, e que lugar melhor para fugir do padrão do que em um baile de máscaras?! Mas, Kathelyn é tão fora do quadrado que ela não vai ao tal baile atrás do amor da sua vida, ela está á procura de uma grande aventura, e nesse momento da leitura eu pensei: Como eu não vou amar essa personagem? Mas, esse é o máximo de detalhes que eu vou dar para vocês, porque vocês merecem ter as surpresas do livro, eu nunca vi vocês pedindo spoilers e eu, particularmente, mal leio a sinopse porque o frio da barriga de descobrir o enredo junto aos personagens é tão gostoso!

– Só para lhe avisar, caso esteja mesmo me cortejando, eu seria uma péssima duquesa. A única que prefere ser subornada com óperas ou livros no lugar de joias e vestidos.”

Mas, essa paixão arrebatadora que era para ser uma linda e adocicada história de amor acaba perdendo o rumo por causa de um mal-entendido causado pela inveja e cobiça. Ambos são personagens muito intensos em tudo que vivem, tem convicções muito fortes, o que resulta em um orgulho maior do que eles mesmos. Então, aquilo que os faz tão únicos perante á sociedade é também o que acaba por levá-los á ruína.

a promessa da rosa romance de epoca babi a sette 2

Além dos personagens principais, os secundários foram extremamente bem trabalhados, eu sempre fico apreensiva em romances onde tudo se concentra tanto no casal principal que fica chato e meloso. No livro, a gente também tem a oportunidade de se apaixonar por outros personagens. Eu, realmente, não tenho nenhum defeito para apontar sobre a escrita, foi envolvente, dinâmica, fugiu do óbvio e me envolveu bem além do esperado.

Assim como em Entre o Amor e o Silêncio, a sensação que eu tive ao terminar A Promessa da Rosa foi que eu queria começar tudo de novo! É tão raro ter esse sentimento por um livro que eu sempre fico muito feliz quando encontro um, sem dúvidas, nesse momento, A Promessa da rosa está no primeiro lugar do top 10 de livros lidos em 2015. Sinto tanta dedicação da Babi em seus livros, é um carinho que transborda na leitura, é tudo tão detalhado, tão trabalhado e personagens tão humanos. A Promessa da Rosa é mais do que um romance, é uma verdadeira viagem no tempo.

Algo que eu gosto muito nas obras da Babi é o fato de serem livros grandes e únicos, tinha enredo suficiente para ter mais de um livro, mas eu acho que se eu tivesse que esperar por um segundo volume a sensação toda que eu tive durante a leitura, magia e encanto teria sido quebrada. A diagramação está ótima, tanto o tamanho da fonte, como o tipo e cor do papel deixaram a minha visão bem tranquila, considerando que eu li por horas e durante a noite, eu presto muita atenção nisso já que por usar óculos, dependendo a diagramação e papel minha visão fica embassada. Mas, eu tenho um pedido DESCARADO para editora Novo Século, POR FAVOR, produzam livros da Babi em capa dura!!

Será que aquela história que algumas pessoas contam, de existir alguém que está destinado a lhe completar para o resto da vida, era verdade?

Quando á vocês, lindos leitores do blog, assim que lerem, por favor, me procurem, preciso de gente para falar sobre o livro!

23 thoughts on “Resenha: A Promessa da Rosa

  1. Como respirar depois de uma resenha dessas? Vc foi incrível Stephanie. Adoro a maneira como você sente os personagens e como vc coloca a sua impressão do enredo, ADORO! Já tinha virado fã de suas resenha com Entre o amor e o silêncio; mas, o motivo da minha admiração não é só por causa delas,( das resenhas) que são perfeitas, e sim, por perceber o carinho que vc coloca em tudo o que faz no blog, o seu amor pelas histórias é inspirador… Que montagem mais linda! Que fotos! E uau…capa dura :O que pedido mais especial, ameiii, seria incrível! Obrigada Stephanie, fiquei arrepiada e emocionada ao ler suas palavras, espero te reencontrar em breve, para poder te agradecer pessoalmente. Vi que está pensando em ir no evento de lançamento, tomara que dê, vou adorar <3

  2. Eu estava mesmo querendo ler resenhas do livro da Babi. E sua resenha apresentou muito bem o enredo e os personagem. Acompanho o trabalho da autora mesmo não sendo sua leitora. Os livros de época não são os mesmo preferidos. Quer dizer, eu amo Jane Austen, mas os novos romances não consigo me conectar a eles.

    Desejo todo sucesso para Babi, que é uma pessoa muito meiga.

    Beijos!

  3. Nossa gente que resenha linda!

    Eu tenho o livro aqui mas ainda não tive a oportunidade de ler porque fiquei doente, é o próximo. A babi é um amor, a melhor parceria que tenho justamente pelo carinho que ela nos traz em suas palavras.
    Lembro do amor que sentir por Entre o Amor e o Silêncio e tenho certeza que vou amar o A Promessa da Rosa.

    Sua resenha está maravilhosa, parabens!

    Beijinhos,
    http://www.entrechocolatesemusicas.com

  4. Nossa, Stephanie! Vc leu muito rápido, não só por ser em 2 dias, mas por ter recebido há pouco tempo. O pessoal ainda está postando as fotos dizendo que recebeu e vc já está com a resenha.
    Deixei esse livro pra minha amiga e começo a me arrepender. kkkkkkkkk Amo romance de época, sonho em conhecer Londres… parece ser perfeito! E só de saber que o livro é fluido, dá pra ler rapidinho, melhor ainda.
    Beijinhos!
    Giulia – http://www.prazermechamolivro.com

    1. Eu passei ele na frente de todos, Giu! hahahahaha ele chegou aqui eu só terminei o livro que já estava lendo e passei na frente, estava MEGA curiosa!

  5. Meu Deus, que resenha foi essa?! Eu já estava DOIDA por esse livro antes, e sua resenha foi uma das primeiras que li, ou seja, só fez minha vontade aumentar mais e mais. Preciso confessar que não li muitos romances de época, mas que sinto uma necessidade absurda de mergulhar no mundo da Babi. No momento estou retomando a leitura de ‘Entre o amor e o silêncio’ e pretendo adquirir esse novo livro em breve. Amo quando o livro nos toca de uma maneira tão bonita, única e particular. E pude sentir que foi o que aconteceu com você… Juro, fiquei arrepiada e super curiosa ao ler cada palavra da sua resenha! Quando eu realizar a leitura eu venho aqui e te conto o que achei (tenho certeza de que não vou me arrepender).

    Mil beijos
    http://www.procurei-em-sonhos.com

  6. Oi Steh, sua linda tudo bem
    Adorei sua resenha!!!!! Quanto sentimento transbordando do seu texto. Realimente, a impressão que você me deu foi de muita verdade, pois o livro lhe atingiu com muito impacto. Adoro personagens complexos, que ora nos apaixonamos, ora estamos irritados com eles. Nem preciso dizer que sou fã de romances épicos, são os meus preferidos, e pelo visto, a Babbi arrasou novamente. Não vejo a hora de ler.
    Beijinhos.
    Cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  7. Oi Steh, tudo bem?
    Tenho lido tanta crítica positiva em relação a esse livro que minha ansiedade para ler está só está aumentando. Gostei de saber que os personagens secundários são tão bem construídos como os protagonistas. Realmente é difícil encontrar um livro que nos faça querer reler quando chegamos ao final, e falar deles em resenha é sempre complicado, também fico com a sensação de que nunca expressei o verdadeiro sentimento que a leitura me proporcionou. Adorei a resenha.

    Bjs, Glaucia.
    http://www.maisquelivros.com

  8. Oi Steh, tudo bem? Nossa, que resenha linda. Com certeza me deu muita vontade de ler, mesmo não curtindo muito romances de época, e gostei de saber que o livro não é nenhum pouco clichê.

    Adorei os dois protagonistas, tão bem estruturados e tão reais. Sério, detesto aqueles personagens perfeitinhos e sem graças. Adoro livros bem detalhados e descritos, mas que não se tornam maçantes.

    A autora parece ter muita dedicação e amor pelo que faz, e percebemos isso na sua escrita.

    O kit dos parceiros está simplesmente lindo!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima

  9. O meu nem chegou e você já terminou! hahaah
    Você não faz ideia do quanto me deixou animada com a leitura! Amo romance de época, e Londres é linda agora, a um século atrás era mais charmosa ainda *o*
    Adorei saber que a escrita é fluida, o que aumentam as chances de devorá-lo rs.

    Beijiinhos ;*
    Andressa – Blog Mais que Livros

  10. Sou parceira da NS e estou, nesse momento, arrependida de não ter solicitado esse livro ahaha! poxa vida, sua resenha ficou muito completa, sem dar spoiler, e mesmo q eu n goste de romance, personagens bem construidos sempre me conquistam! =D Adorei a resenha e a indicação! =D

  11. Amei o livro,li, devorei, ri, chorei e amei loucamente os personagens pela força de cada um, pelo caráter e pela fragilidade do amor. O que mais me surpreendeu é que a escritora é nossa, eu eu sempre tive um pé atrás … preconceito?? não sei?? Mais entrou na minha lista de escritoras favoritas outra que amo de paixão e acho que vc tbem vai amar é a Lucinda Riley, li todos os dela, são fantásticos e adoro a forma como ela escreve. Adoro teu blog. Obrigada

  12. Simplesmente Maravilhoso!! Não consegui fazer nada enquanto não terminei de lê-lo… Amo romances, e esse foi sem dúvida um dos que eu mais sofri… Tive a sensação de mãos atadas. Desejei ajudar à Kathe, outrora xingar à Arthur… é doído se apaixonar aos personagens e vê-los sofrer durante tanto tempo…
    Bjos Steh!! Obrigada por me apresentar essa história linda!! Parabéns!!

  13. Esse livro é maravilhoso, pra mim ele está no mesmo patamar de O chá do amor, que é da Jennifer Donnelly, são romances nada clichês, cheios de reviravoltas, idas e vindas e claro um final feliz! Aproveito Stephanie pra indicar pra vc a leitura do livro O Chá do Amor, um romance surpreendente que tem como pano de fundo os assassinatos de Jack Estripador, é tão bom que me faltam palavras pra expressar o quão bom ele é!

  14. Aiiiii resenha perfeita como sempre!!! Parabéns!!!! Eu me apaixonei por esse livro, quando não estava lendo, tava pensando no que ia acontecer; ri…chorei… Simplesmente Incrível!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *